Voe, Dilma, voe para salvar o Brasil.

.

9cyPFQbgCnyr5unwpQkHad78o1_1280

beatlesbible.com/people/maharishi-mahesh-yogi/

Perguntei ao guru dos Beatles,

Maharishi Mahesh Yogi,

como salvar a economia brasileira.

Foi em 1991, mas vale ainda hoje.

51KL0hsg0KL._SY344_BO1,204,203,200_O guru indiano Maharishi Mahesh Yogi concluiu que a crise econômica brasileira só será resolvida quando o presidente Fernando Collor for capaz de “voar” com a própria energia mental para “o nível supremo da inteligência que administra o Universo”.

O venerando guru da década de 60 e dos Beatles vislumbra um “milagre econômico em seis meses” se o Brasil adotar o programa “simples” que propôs durante uma consulta exclusiva de 45 minutos, por telefone, entre Vlodrop, na Holanda, e Washington, DC.

“A troca de ministros é uma mudança superficial” – ele comentou, a voz fina e fanhosa. “Uma doença nas folhas e frutos das árvores deve ser tratada pela raiz”. Maharishi Mahesh Yogi significa “Grande Profeta”, ou “Destruidor da Ignorância”. Aos 79 anos, a vasta barba branca, ele introduziu a Meditação Transcendental no Ocidente, conquistou 25 mil discípulos pelo mundo e construiu um império avaliado em US$ 3 bilhões. Muitos já o consideram “um novo Ghandi”, ou “o próximo prêmio Nobel da Paz”.

Maharishi começou a falar da economia brasileira a partir de uma constatação: “A inteligência humana não será capaz de resolver a crise no Brasil”. E acrescentou: “O Brasil chegou ao nível supremo da ineficiência e inadequação de pensamento e de organização”. Ele contou que já advertiu os líderes brasileiros. “Mas acharam que se eu tivesse alguma solução para a economia do mundo, por que a situação economia no meu país, a Índia, não seria melhor?”

A economia do Universo é administrada por “um nível supremo de inteligência”, garante Maharishi, que se formou em Física antes de sair pelo mundo pregando paz e amor. “Baseio-me numa descoberta científica quando digo que a natureza trabalha sob o princípio da mínima ação, do mínimo esforço. A natureza não desperdiça inteligência, que organiza a diversidade infinita. Ela usa todo o seu potencial. Um universo infinitamente ordenado é o ideal supremo da economia. Temos abundância de inteligência criativa, a inteligência da natureza que a inteligência humana explora através da Meditação Transcendental”.

O Brasil está precisando do “Efeito Maharishi”. Ele é produzido pela energia liberada quando um meditador tenta levitar. Não é necessário que o presidente Fernando Collor saía voando pela janela do Palácio do Planalto, nem que se alce à altura da inflação. Basta o desejo de “voar”, em duas sessões diárias de 20 minutos de TM, sigla da meditação Transcendental em inglês.

O presidente Collor pode até delegar o trabalho de “voar” ao novo ministro Marcílio Marques Moreira, ou a um grupo de meditadores profissionais. “As vibrações emitidas coletivamente são maiores do que a soma de suas partes”, explica o guru. Ele acredita que foi um grupo de pilotos da TM que acabou com a Guerra Fria, unificou as Alemanhas e já produziu comprovadas altas em bolsas de valores. A guerra no Golfo só começou mesmo porque o presidente George Bush não apoiou a mobilização de um exército de 7 mil meditadores, ou 1 por cento da raiz quadrada da população mundial, que seria capaz de transformar o mundo ao custo de US$ 4 a 5 milhões de dólares por ano, se toda a mão de obra fosse contratada por salários mais baixos no terceiro mundo. Nem o presidente Saddam Hussein escaparia ao “Efeito Maharishi”.

O guru foi informado da preferência do presidente Collor por corridas. Voar, por esporte, só em aviões de combate. Então, reagiu: “Os exercícios físicos nada têm a ver com o ordenado movimento do dinheiro. Isso requer uma mente ordenada”. Ao ouvir que a um povo com fome ele está oferecendo meditação, lembrou: “Sim, sim. Há dois mil anos que as orações dos homens a Deus pedem o pão de cada dia. O pão não é um dom dos homens. A vida requer um nível supremo de inteligência”.

Maharishi acrescentou: “Há alguns anos o Brasil saiu de um regime militar para o civil. O que aconteceu? Os problemas foram adiados para uma próxima geração. Os brasileiros adiam muito. Para o próximo ano. Para a próxima estação. Mudar o problema não é sinal de inteligência. Há uma solução permanente a todos os problemas, que são causados pela violação das leis naturais. Temos um programa: meditação transcendental e prática grupal de voo. Estes são os valores que promovem a vida de acordo com a lei natural. Felizmente, muito simples. Uma solução a todos os problemas. É como quando um povo está vivendo na escuridão. Só resolve acender a luz. E todos os problemas da escuridão desaparecem”.

O violento confronto entre os latinos e a polícia perto da Casa Branca, no bairro de Mont Pleasant, deu ao Maharishi o argumento para uma nova campanha. Ele agora quer o fechamento de todas as embaixadas americanas no mundo até que passe o perigo de contágio da violência, como se fosse malária. “Uma quarentena”, está propondo. As decisões do presidente George Bush, com certeza, estão contaminadas pela alta criminalidade em Washington. Por isso, a quarta viagem de paz do secretário de Estado James Baker ao Oriente Médio “não poderá dar certo”. Por que?

“É muito simples: ele partiu carregado da criminalidade de Washington. As embaixadas americanas também estão influenciando o mundo com tendências criminosas. Quando alguém pega uma gripe poupa os amigos do contágio. Essa etiqueta da amizade deve valer para os governos”.

Maharishi não duvida que foi uma forte gripe que levou os Estados Unidos à guerra com o Iraque. “Isso é completamente óbvio”, ele reforça. “Se Washington não fosse a capital mundial do crime, o governo teria aceitado o meu conselho de criar um grupo de sete mil meditadores pela paz. Mas não pôde tomar uma saudável decisão”. Algumas vezes, durante o longo telefonema, gravado nas duas pontas, era claramente audível o coro dos discípulos de Maharishi, apoiando alguma declaração, ou apenas rindo.

“Você pode informar ao governo brasileiro”, pediu Maharishi, ao fim da conversa: “Não siga o padrão econômico dos outros governos. Não siga o padrão político dos outros governos. Apenas alinhe a consciência nacional com a inteligência natural. Então, ocorrerá uma transformação. Todos os problemas desaparecerão. Aconselhe ao governo a adotar meu plano master para criar o céu na terra”. Então, despediu-se com duas palavras inaudíveis.

Ps.: O guru Maharishi morreu em 5 de fevereiro de 2008, na Holanda.